09 fev

Maca peruana como fonte de energia

0902 - Blog - Materia - Maca




Você já conhece a Maca Peruana? Também conhecida como Ginseng Peruano, é um tubérculo cultivado há mais de 20 séculos e encontrado facilmente nos andes peruanos. Ele lembra muito um rabanete ou uma beterraba e apresenta-se nas cores vermelho, amarelo e negro.

A maca possui muitos nutrientes, dentre eles estão: aminoácidos, carboidratos, cálcio, ferro, fibras, zinco, selênio, potássio, ômegas (3 e 9), magnésio, fósforo, vitaminas C, E B1 e B2.

Uma pesquisa de autopercepção destacou os efeitos energizantes em homens saudáveis, quando comparada ao um placebo. E, além dessas propriedades energizadoras, a maca contribui também para o aumento da libido e desempenho sexual, e ainda auxilia na produção de espermatozoides, bem como aumento na quantidade e vitalidade dos mesmos.

A maca preta tem melhores efeitos sobre a produção de esperma do que a maca amarela, que tem apenas efeitos moderados.

Outros ensaios clínicos aleatórios demonstraram que a maca também tem efeitos favoráveis sobre energia e humor, podendo inclusive diminuir a ansiedade.

Maca é uma planta com grande potencial e parece ser promissora como nutracêutica na prevenção de diversas doenças. A evidência científica mostrou efeitos sobre o comportamento sexual, fertilidade, humor, memória, osteoporose, metabolismo e o tratamento de algumas entidades tumorais. No entanto, os princípios ativos por trás de cada efeito ainda são desconhecidos.

As macamidas foram descritas como novos compostos de maca, que ainda não foram encontrados em outras espécies de plantas até o momento. Sugere-se que esta fração lipídica da maca possa ser responsável pelo aumento do comportamento sexual. Estudos sobre a função testicular, espermatogênese, fertilidade, humor, memória e hiperplasia prostática foram realizados com extratos aquosos que contêm apenas vestígios de macamidas. Isso sugere que outros produtos além das macamidas são responsáveis por essas atividades.

Consulte seu médico ou nutricionista e desfrute dos benefícios dessa planta tão promissora para a saúde.

Essas informações não dispensam o acompanhamento de médicos ou nutricionistas.

Fonte:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3184420/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20090350