06 jan

DICAS PARA AUMENTAR A INGESTÃO DE ÁGUA

0601 - Blog - Dicas - Ingestão de água




Você sabia que pode estar confundindo sede pela fome?

Essa diferença parece simples, mas geralmente as pessoas confundem essas sensações e, na grande maioria das vezes, acaba optando por comida! Para distinguir bem essas sensações, temos a definição de fome, que é a sensação fisiológica pelo qual o corpo percebe que necessita de alimento – ou seja, nutrientes – para manter suas atividades inerentes à vida. E a sede é o resultado de desidratação celular, significando que o nível de água está abaixo do ideal.

Quem controla e regula os processos de sede e fome é o hipotálamo, uma região do nosso cérebro que pesa 4g e possui funções importantes no comportamento consciente, nas emoções, nos instintos e no controle automático dos sistemas e processos do corpo. A fome é uma das alternativas para se conseguir água através do alimento, o hipotálamo pode enviar sinais para consumo de comida para “matar” a sede. Por este motivo é possível confundir a sede com fome.

Se você não tem uma ingestão adequada de água e tem sensação de fome constante, provavelmente seja um sinal de que seu corpo está desidratando. Por isso temos algumas dicas para ajudar aumentar a ingestão de água!

1. Comece o dia tomando 200 ml de água em jejum. Se for gelada, irá auxiliar no processo de emagrecimento, pois quando ingerimos líquido gelado o corpo consome mais energia para manter a temperatura corporal, num processo chamado termogênese;

2. Não espere sentir sede para beber água! Desta forma, a melhor forma de não esquecer e criar o hábito é sempre ter uma garrafinha junto;

3. Aromatizar a água é uma boa alternativa para aumentar a ingestão, além de hidratar o corpo, pode ter ação diurética, eliminar toxinas e reforçar o sistema imunológico. Basta colocar dentro da garrafa de água pedaços de frutas, ervas e/ou especiarias.

Vale lembrar que as recomendações de consumo de água e alimentos variam de acordo com o peso, idade, nível de atividade física e condições patológicas. Consulte um nutricionista para lhe indicar o consumo ideal de líquido de acordo com sua individualidade.

Fonte:
NUTRIS DO BRASIL. @nutris_do_. 2017.